Arquivo da categoria: infância

Iniciativa de um veículo de comunicação

Vejam uma matéria que divulga a prática de um veículo de comunicação de Fortaleza, em parceria com a Associação Nacional de Jornais.  A iniciativa é centrada na tentativa de ampliar a base de leitores, incentivando  a formação de leitores de jornais.

Conselho infantil de leitores http://opovo.uol.com.br/opovo/fortaleza/971600.html
10 Abr 2010 – 18h51min

O suplemento infantil do O POVO, o Clubinho, foi criado pela Cristiane em 1999 através da construção conjunta entre jornal e leitores. Antes mesmo da publicação do primeiro fascículo, a jornalista Cristiane Parente já contava com uma assessoria especializada: um conselho de leitores com idade entre 8 e 10 anos.

Ao longo de quase uma década de trabalho, o caderno passou por diversas modificações propostas pelas crianças. A cada edição, o conselho se reunia com a editora para avaliar o trabalho feito e sugerir os próximos passos.

A comunicadora acredita na inserção da criança nos veículos de comunicação como um passo essencial para a formação de leitores autônomos e cidadãos conscientes. “Além do crescimento pessoal, era legal ver as crianças tendo voz em um jornal, tido como coisa de adulto“, confirma a estudante de Artes Cênicas Rafaela Diógenes.

E-MAIS

A jornalista, professora e educomunicadora é mestre em Comunicação e Educação pela Universidade Autônoma de Barcelona e mestranda em Educação pela UNB.

Detentora do título de Amiga da Criança, promovido pelo Fundo das Nações
Unidas para o Desenvolvimento da Infância (UNICEF) e pela Agência de Notícias dos Direitos da Infância (ANDI), foi idealizadora do suplemento infantil do O POVO, o Clubinho.

Atualmente coordena o programa Jornal e Educação da Associação Nacional de Jornais (ANJ)

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Comunicação, infância, Novidades

Cartilha Infância e Comunicação destaca 10 pontos a serem discutidos pela sociedade

A ANDI e a Rede ANDI Brasil lançam a cartilha “Infância e Comunicação: Uma agenda para o Brasil”. A iniciativa é resultado de uma série de ações promovidas por organizações que têm o objetivo de estabelecer uma agenda comum de temas a serem tratados na 1ª Conferência Nacional de Comunicação e na 8ª Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, que acontecem em dezembro deste ano, em Brasília.

O material, que conta com o apoio da Fundação Itaú Social e do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), foi elaborado a partir da constatação sobre a necessidade de desenvolver um sistema de mídia que promova e proteja os direitos de meninos e meninas. Assim, foram formulados dez pontos fundamentais que possam contribuir para o fomento da reflexão sobre a responsabilidade dos veículos de comunicação junto ao público infanto-juvenil. Entre eles, há aspectos de estímulo aos benefícios da relação com a mídia e de proteção aos possíveis impactos negativos.

A regulação do setor por parte do Estado – bem como a participação das empresas de comunicação e da sociedade civil – é tida como instrumento fundamental na garantia da qualidade da informação disponível a crianças e adolescentes. A política de classificação indicativa, as ações de educação para a mídia, o incentivo à programação instrutiva e diversificada e a influência da publicidade também estão entre os assuntos abordados.

Como se encontram em uma fase de transição do desenvolvimento físico e psíquico, as políticas públicas que tocam na interface entre a infância e mídia precisam ser cada vez mais aprimoradas. Dessa forma, a cartilha “Infância e Comunicação: Uma agenda para o Brasil” busca promover a conscientização da sociedade sobre a importância dos conteúdos midiáticos na formação de meninos e meninas. O material será distribuído durante as conferências entre as principais instituições que atuam nas áreas da comunicação e da promoção e defesa dos direitos da criança e do adolescente, mas pode ser baixado nos sites das instituições.

PARA FAZER O DOWNLOAD DA CARTILHA “INFÂNCIA E COMUNICAÇÃO: UMA AGENDA PARA O BRASIL, CLIQUE AQUI.

Publicado em http://www.andi.org.br 10/12/2009 (Pauta ANDI)

Deixe um comentário

Arquivado em infância